Hoje, como é Domingo de Ramos, dediquei este dia, especialmente, às flores.

Não coloco qui as flores amarelas das giestas porque não me recordei a tempo de que era domingo de Ramos e, lá por Adrão, era com giesta que se enramalhavam as portas e as janelas em tempos que as pessoas ligavam aos domingos com algum significado de festividade.

 

Tenho muitas flores amarelas de giestas por aqui mas não é a mesma coisa que dedicar o dia a apanhá-las ou a fotografá-las e, por isso, para recordar o Domingo de Ramos de 2007, deixo aqui flores trabalhadas pela mão do homem, porque são semeadas, regadas, tratadas, observadas ... e foi isso que fiz hoje, observei-as!

 

Por isso, deixo por aqui algumas para, quem quiser, possa fazer uns raminhos!

 

 

 

 

 

Também com o andar do meu amigo NetSapinho, ainda estaria aqui no próximo Domongo de Ramos a colocar mais uma foto!

 

Façam um raminho e que as flores estejam sempre convosco.

 

Sagres, a beleza dos mares que enfeita o rio Tejo para alegrar o Ventor, nas suas caminhadas

publicado por Ventor às 23:49