Pois não.

Hoje, não vou a Fátima!

Hoje, quem vai a Fátima é o Papa, o Bispo vestido de branco.

A Senhora de Fátima, a nossa Senhora de Fátima, sabe que eu não vou lá mas, como Ela sabe tudo, sabe também, que eu não vou lá, mas vou lá estar! Ela, também sabe que eu gostaria de ir, gostaria de partilhar, fìsicamente, da Sua festa, na Sua terra. Em Fátima!

 

Aqui está a nossa Fátima Virtual, para os que não a conhecem

 

Mas, Ela, também sabe que eu sei, que Ela vai estar aqui comigo. Estará na minha mente, portanto, estará presente. Eu estarei em Fátima e Ela, estará aqui. Isto apenas nos diz que vamos estar sempre juntos. Eu, Ela e o Bispo vestido de branco!

 

Cada um está onde quer e eu vou querer estar em Fátima!

 

Sim, porque nós podemos estar onde a nossa mente nos leva e a minha mente vai levar-me a estar em Fátima e vai trazer a Senhora de Fátima, até mim! Será, portanto, uma maneira de estarmos juntos, nestes 12/13 de Maio. Cá e lá, lá e cá! Agora e sempre.

 

Eu vou caminhar por Fátima, quer as nuvens sejam negras, quer o meu amigo Apolo queira estar a acompanhar-me. Ele e eu sabemos que vamos estar os dois, junto de nossa Senhora de Fátima, como se fôssemos dois pastorinhos, tal e qual como os pastorinhos. Ali, junto da azinheira da sombra! Porque, só haverá sombra com a presença do meu amigo Apolo e ele vai querer ver os novos pastorinhos, os milhares de pastorinhos, procurar a sua sombra.

 

 
Vamos todos acreditar, em Fátima

 

Por isso, desejo uma bela Caminhada a todos que se dirigem para Fátima. E, fundamentalmente, aos que têm esperança. Esperança!

Esperança de que na sua vida, tudo corra pelo melhor.

Que a saúde, esteja sempre presente.

Que a doença seja arredada.

Que a fome seja escorraçada.

Que a alegria nunca nos abandone.

Qua a beleza seja parte da nossa Caminhada.

Qua a Luz nunca nos falte.

Que ...

 

É isso que eu vou pedir à nosa Senhora de Fátima, para todos nós, quando estiver com Ela.

 

 

Sagres, a beleza dos mares que enfeita o rio Tejo para alegrar o Ventor, nas suas caminhadas

publicado por Ventor às 18:45