Uma Caminhada Fotográfica por Óbidos

 

Ontem depois de uma sardinhada, em Alfragide, para animar os festejos que se aproximavam com a presença, em espírito, de Santo António, fomos dar uma volta e, escolhemos como rumo, a Vila de Óbidos, o Castelo de Óbidos e, também, as muralhas de Óbidos (três em um).

 

 

Uma das belas tascas, na vila de Óbidos 

 

Foi uma bela passeata por esta vila medieval, conquistada aos mouros em 1148, tendo recebido a sua Carta de Foral, em 1195, por D. Sancho I. Por Óbidos, passaram muitas das rainhas de Portugal. Havia por ali perto umas caldas a que chamaram Caldas de Óbidos, posteriormente, Caldas da Rainha, devido à estadia, por lá, da Rainha D. Leonor.

 

Óbidos, é, também, para aqueles que, ou nunca souberam, ou já esqueceram, uma das sete Maravilhas de Portugal, escolhidas em 07.07.07. E se há muitas outras Maravilhas em Portugal, uma vez que só podiam ser determinadas sete, Óbidos está bem entre as outras seis. Eu não sou suspeito porque não votei!

 

Mas à chegada a Óbidos, abrimos a caminhada com uma ginjinha, num copinho de chocolate. Nada mau para darmos as nossas primeiras passadas, mas só três, porque duas das caminhantes arrearam logo à saída do Carro. É uma tristeza sermos atingidos pela doença e sentirmos tudo esvair-se à nossa volta, mas é o destino com que o Senhor da Esfera nos brindou.

 

 

Ginjas em Óbidos. É com estas vermelhinhas lindas que se faz a célebre ginjinha de Óbidos

 

 

A célebre ginjinha de Óbidos, servida num copo ou chávena de chocolate, é, também, uma das suas belezas 

 

Para aqueles que já não passam por Óbidos há muito tempo, para aqueles que ainda não passaram e para os que nunca passarão, deixo-vos, em cima, um slide de fotos que vos dará uma ideia das belezas de Óbidos.

Mas, vai haver mais!

 

Sagres, a beleza dos mares que enfeita o rio Tejo para alegrar o Ventor, nas suas caminhadas

tags:
publicado por Ventor às 18:44