Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caminhar com o Ventor

Pelos Trilhos da Memória

Pelos Trilhos da Memória

caminhar com o Ventor

Pangea

Pangea_animationDP.gif


Caminhem com o Ventor pelos Trilhos da Memória, nos trilhos da sua Grande Caminhada




Como sabem, o Ventor saiu das trevas para caminhar entre as estrelas.
Ele continua a sonhar, caminhando, que as estrelas ainda brilham no céu, que o nosso amigo Apolo ainda nos dá luz e que o nosso mundo continuará a ser belo se os homens tentarem ajudar..



Aqui, no Cantinho do Ventor, vamos sonhando ...



... juntamente com a Wikipédia



Aqui, estão abertas todas as janelas do Cantinho do Ventor, vamos sonhando e espreitando por elas



Os Blogs do Quico

A Arrelia do Quico

Os Amigos do Quico

O Fotoblog do Quico

Ventor em África

O Ventor e o Passado

Caminhar com os Sonhos

Quico

Blogs do Ventor

Adrão e o Ventor

Os Trilhos da Memória

Flores da Vida

Planeta Azul

Páginas Brancas

Rádio Ventor

Montanhas Lindas

Fotoblog do Ventor

Fotoblog de Flores

Blogs do Pilantras

Pilantras - o Ticas

Pilantras nos Trilhos do Ventor

Pilantras nos Trilhos do Quico

Fotoblog do Pilantras

Pilantras


Nestas janelas guardadas pela coruja das neves, a amiga do Ventor no Zoo de Lisboa, podemos espreitar as minhas fotos no Shutterfly ou, então, regressar à Grande Caminhada do Ventor


A Coruja das Neves
Ela abre-vos as janelas do Shutterfly

Sites de Fotos no Shutterfly


A G. Caminhada do Ventor

Adrão - a Natureza

Picos da Europa - a Natureza

Ventor e os Amigos do Quico

Caminhadas da Gi

Caminhadas de Sonhos


No Shutterfly podemos observar algumas das caminhadas fotográficas do Ventor. Se pedirem a coruja abre-vos as janelas.

Venham com o Pilantras, às músicas do Ventor

na sua Rádio Ventor


11
Ago06

Montanhas Lindas - Fontes

Ventor

Não posso falar nas minhas Montanhas Lindas sem deixar aqui a minha homenagem a todos os bombeiros portugueses.

Há dias, quando estive lá nas minhas montanhas, encontei na minha fonte preferida uma viatura amarela do serviço de bombeiros de uma empresa florestal, creio que da Soporcel ou Portucel ou então, bombeiros de Arcos de Valdevez ao serviço dessa empresa. Conversamos sobre tudo e não sobre o que faziam ali, pois isso eu soube logo e o tempo era pouco para outras conversas. Apenas lhes perguntei se o Helicóptero não teria dificuldade em sacar a água da represa que inventaram à pressa. Achei que eles estavam com a mesma dificuldade que eu. Incertezas!

 

 

Jipão caminhando entre as Fontes e a Cascalheira

 

Há dias, em mais uma das minhas caminhadas pela Lagoa Azul na serra de Sintra, estava lá este autotanque dos bombeiros de Sintra em vigília, para qualquer eventual necessidade de intervenção. Prevenir será sempre melhor que remediar.

 

 

Autotanque na Lagoa Azul

 

Mas, mais que isso, senti uma vontade enorme de ser bombeiro, quando numa emissão de televisão, estava a ver as desgraças que vão lá pelo Norte de Portugal em matéria de incêndios e também pela Galiza, ao mesmo tempo que ouvia que: bombeiros de Portugal estão a ajudar os nossos companheiros de caminhada, os galegos, a fazer frente ao pesadelo de incêndios que tinham de enfrentar.

Ao mesmo tempo, reparava nas viaturas presentes nessa luta feroz contra os incêndios na Galiza e consegui identificar duas: Bombeiros Voluntários da Amadora e Bombeiros Voluntários de Barcarena. Senti uma grande vontade de estar lá a ajudar e a abraçar aqueles homens por levaram tão longe o seu esforço na luta por um bem comum a todos nós.

Senti uma corrente enorme de solidariedade com esses homens, Bombeiros e GNR de Portugal a intervirem dentro de território galego, ajudando as suas populações.

Assim, quando caminhar pelas minhas Montanhas Lindas, levarei sempre na mente o esforço que vocês têm feito para as ajudarem a manterem-se mesmo lindas.

Obrigado Amadora, obrigado Barcarena, ....

Obrigado, amigos.

 

Sagres, a beleza dos mares que enfeita o rio Tejo para alegrar o Ventor, nas suas caminhadas

14
Jun05

Que seca!

Ventor

Hoje fui a S. Pedro de Sintra beber um café e comer um travesseiro. É uma das minhas caminhadas preferidas, à sempre linda Sintra. Passei algum tempo a observar as silvas e a pensar nas amoras e no Eugénio Andrade e no seu poema sobre as amoras. Afinal, também é meu, pois ninguém mais que eu terá vivido tão intensamente as amoras das silvas .

 

Jun,14 066.jpg

 

Flores de silvas e amoras a nascer

 

Depois, como não podia deixar de ser, fui até à Lagoa Azul. Mal que entrei no local da Lagoa, encontrei dois GNR's a observar a água, mas de semblante triste. Olhei a Lagoa, desejei Bom Dia aos homens e disse-lhe logo: «estamos lixados»! Eles olharam-me, mediram-me, perceberam,

e o mais próximo, disse: "pois estamos"! Inteligentes aqueles GNR's!

 

Jun,14 072.jpg

 

A Lagoa estava assim

 

 Dei a minha volta à Lagoa coxeando e assim tive mais tempo para observar os meus amigos. Dois milhafres apareceram para me dizer olá (e disseram mesmo!), mas com a fome que estavam nem me quiseram olhar mais. Os cágados sairam fora da água só para me espreitarem e dizerem-me que gostavam de me ver por lá!

 

Jun,14 089.jpg

 

Rapaziada venham ver o Ventor!

 

Depois foram as libélulas e os peixes. Fizeram passagens à minha volta uns e subiram quase à superfície outros.

 

Jun,14 082.jpg

 

 As libélulas, eram muitas e quase todas azuis

 

Jun,14 087.jpg

 

Este amigo diz que as águas estáo paradas e já começa a faltar o oxigénio!

 

Mas no meio desta bicharada toda cantavam as rolas e os pombos e ouvi o mais belo de todos os sons. Quando apontava a máquina para um pombo que tinha pousado ao meu lado, num pinheiro alto, esqueci-me logo dele, pois logo por ali, ouvi um picapau a martelar com o bico na madeira.

 

Ando de volta dos ninho dos picapaus, dois, mas já há mais de 40 anos que não ouvia o som deles na execução do seu trabalho. Uma maravilha da natureza! Ouvi o seu som de trabalho e a sua conversa comigo. Nem toda a gente conhece o som do picapau quando ele nos quer ver longe. Depois, mais à frente, já afastado da Lagoa, procurei as minhas carrascas e uma ave esvoaça sobre mim e só pelo gesto, disse logo à minha mulher: «olha para aquele pinheiro, está lá um picapau». Colocou-se por detrás do galho a observar-nos e depois vimos ele partir de abalada. Na minha terra só vi picapaus verdes mas por aqui eles são brancos pretos e vermelhos como este.

 

Mai,15 084.jpg

 

Está no Site do Quico este amigo do Ventor.

Sagres, a beleza dos mares que enfeita o rio Tejo para alegrar o Ventor, nas suas caminhadas

O Quico e o Ventor

luis.jpg

Luiz Franqueira e o Quico

O Ventor nos tempos das grandes caminhadas gélidas, a luta contra o frio, era a maior das prioridades

VergineTricherusa.jpg

A Virgem Maria caminha entre nós

800px-Notre_Damme_internal_windown_rose.jpg

Um vitral na Catedral de Notre Dame

Tombstone_Holy_Sepulchre_reliquary_Louvre_MR348.jp

A Sepultura Sagrada

1280px-Jerycho2.jpg

Um Monumento em Jericó

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.