Hoje, para fugir um pouco à tentação de continuar a caminhar, mesmo que virtualmente, pelas minhas Montanhas Lindas, fomos beber o café e dar uma caminhada por Belém, sempre de olhos nos Jerónimos, uma das nossas jóias arquitectónicas.

 

 

Uma imagem do Mosteiro dos Jerónimos

 

Como eu nunca me canso de caminhar por Belém, resolvi fazer, por ali, uma caminhada porque, já era tarde para ir até Sintra e, agora, que não tenho as minhas Montanhas Lindas para calcorrear, vou-me contentando com a prata da casa e a serra de Sintra fica mais perto.

 

Por isso, como realizamos as caminhadas com as pernas e com os olhos, acho que, posso desafiar-vos, não a fazerem a minha caminhada com as minhas ou as vossas pernas mas, posso desafiar-vos a fazerem a caminhada com um pouco daquilo que os meus olhos viram através da minha objectiva, pelo menos, aqueles que, por esse mundo fora, ou ainda não conhecem Belém ou estão com saudades.

 

 

Um banquinho de madeira

 

 

Uns banquinhos de pedra

Quanto a banquinhos, não os coloco aqui para se sentarem, mas para vos dizer que, em caso de necessidade, banquinhos só ao sol, porque à sombra, com direito a ar condicionado, dera-os Deus!

 

Podem ver as fotos aqui no Shutterfly(Abra e click no Slideshow, depois click em Full Screen). Espero que consigam abri-lo bem e ver os Jerónimos e sua vizinhança, nesta bela cidade de Lisboa.

Sagres, a beleza dos mares que enfeita o rio Tejo para alegrar o Ventor, nas suas caminhadas

publicado por Ventor às 21:56