Alguém me sabe dizer porque será que o mundo está em crise?

Não sabem?

Pois não!

Só não sabe quem faz parte do sistema!

Ei, tu aí, fazes parte do sistema?

 

Então olha, eu acho que não falharei muito se te disser que o mundo está em crise porque, vivemos num mundo de mentiras! Só mentirosos!

Mentiras? Perguntarás tu!

Sim! Aldrabões, direi eu!

E olha que não me refiro aos nossos. Esses já nós sabemos que estão cá, mas será por demais dizer que eles são como uma marabunta que decide caminhar pela floresta sem sequer calçar uns chinelos?

 

É isso mesmo que tem acontecido! Nem calçam os chinelos para sair de casa, e tal como a marabunta eles estão a caminhar descalços. Pudera! Nem precisam de sair de casa para se abotoarem com o suor do povo trabalhador!

 

Senão vejam!

 

Eles não têm hora de entrada, nem de saída. Sabem porquê? Para, os vermos sair tarde porque estiveram a estudar a melhor maneira de nos levar. Continuo a dizer que não me refiro só aos nossos. Eles também fazem parte do sistema. E tu?

 

Eles andam a enganar-nos constantemente com mentiras! Dão lucros para dividir o bolo entre si. Mentem-nos todos os dias e todos os dias os insultamos, mas não passamos disso. Apenas insultos, que ninguém ouve. Muito menos eles!

 

É o que se passa neste momento no mundo! Insultamo-los, eles não ouvem e, para mal dos nossos pecados não somos capazes de dizer basta!

 

 

Estes são uma beleza! Que dizer dos outros?

 

Vocês não confundam pavões humanos, sindanristas, com pavões a sério. Estes animam-nos, embelezam-nos! Os outros pavoneiam-se quando nos chupam o sangue!

 

Preparem-se porque vão ter de reagir e vai ser terrível!

Estou certo ou errado? Não conseguem ouvir as pulseiras do Senhorzinho Malta? Abram bem esses pavilhões!

Eu não me refiro só a políticos! Refiro-me a todos, refiro-me, também, aos gestores das grandes empresas, púbilcas ou privadas. Eles dão as mãos e nós? Nós vemos as bolsas a cair porque eles assim querem! E vamos ver que mais? Pensem!

 

Cá por mim, em todos os azimutes, foi montada uma grande cavala!

Ou será só uma grande mentira?

 

Sagres, a beleza dos mares que enfeita o rio Tejo para alegrar o Ventor, nas suas caminhadas

sinto-me:
música: The Young Ones, de Cliff Richard&The Shadows
publicado por Ventor às 15:56