Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

caminhar com o Ventor

Pelos Trilhos da Memória

Pelos Trilhos da Memória

caminhar com o Ventor




Podem ver aqui todos os Links dos meus Blogs. É só abrir e espreitar


Como sabem, o Ventor saiu das trevas para caminhar entre as estrelas.
Ele continua a sonhar, caminhando, que as estrelas ainda brilham no céu, que o nosso amigo Apolo ainda nos dá luz e que o nosso mundo continuará a ser belo se os homens tentarem ajudar..



Aqui, no Cantinho do Ventor, vamos sonhando ...


... juntamente com a Wikipédia



Aqui, estão abertas todas as janelas do Cantinho do Ventor, vamos sonhando e espreitando por elas



Os Blogs do Quico

A Arrelia do Quico

Os Amigos do Quico

O Fotoblog do Quico

Ventor em África

O Ventor e o Passado

Quico

Blogs do Ventor

Adrão e o Ventor

Os Trilhos da Memória

Flores da Vida

Planeta Azul

Páginas Brancas

Rádio Ventor

Montanhas Lindas

Fotoblog do Ventor

Fotoblog de Flores

Blogs do Pilantras

Pilantras - o Ticas

Pilantras nos Trilhos do Ventor

Pilantras nos Trilhos do Quico

Fotoblog do Pilantras

Pilantras


Nestas janelas guardadas pela coruja das neves, a amiga do Ventor no Zoo de Lisboa, podemos espreitar as minhas fotos no Shutterfly ou, então, regressar à Grande Caminhada do Ventor



A Coruja das Neves
Ela abre-vos as janelas do Shutterfly


Sites de Fotos no Shutterfly


A G. Caminhada do Ventor

Adrão - a Natureza

Picos da Europa - a Natureza

Ventor e os Amigos do Quico

Caminhadas da Gi

Caminhadas de Sonhos


No Shutterfly podemos observar algumas das caminhadas fotográficas do Ventor. Se pedirem a coruja abre-vos as janelas.

Venham com o Pilantras, às músicas do Ventor

na sua Rádio Ventor

08
Nov09

Ele anda aqui

Luiz Franqueira - Ventor

 

 

 

Eu sei que tu sorris sempre!

Mas também sei que, de mim, não tens onde esconder tanta tristeza!

 

Tu disseste-me que gostarias muito de o abraçar, e eu disse-te que nem imaginas a falta que ele me faz.

Também sei que ele era o nosso peluchinho que levantava o rabo e caminhava a nosso lado, preocupado com todos nós.

Nunca me esqueço da figura dele quando, pela primeira vez, apareceste de canadianas cá em casa. Ele olhava-te e olhava-me. A cabeça dele parecia seguir os movimentos de uma raquete num jogo de ping-pong e acabou por se dirigir a mim para me dizer que estava assustado contigo.

 

Por fim, depois de pensar em tudo, pois ele reflectia sobre tudo, dirigiu-se a ti e deu-te muitas marradinhas. Ele adorava-te! Adorava-te e temos de nos habituar a isto, porque ele nunca mais nos irá largar!

 

Fomos nós que o criamos e cada vez me convenço mais que os animais são sempre tudo que os donos querem que eles sejam. De todas as vezes que te levava e não te trazia, porque tinhas de ficar no Hospital, ele nunca me largava e o seu ar inquisidor obrigava-me a explicar-lhe tudo. Ele não me largava! Para onde quer que fosse ele lá estaria. Ele absorveu o meu lema, o mesmo da canção dos Four-Tops: «Reach Out, I'll be there»!

 

E está! Estará sempre connosco!

Na noite anterior, esteve deitado sobre as minhas pernas! Ele está sempre connosco. Eu acordei de um sonho e senti as pernas carregadas com um peso. Pensei que eras tu, levantei-me para espreitar se tinhas alguma perna sobre as minhas, mas não! Estavas virada para o lado contrário e com as pernas desse lado. Eu estava só e o peso que sentia, abandonou-me. Era o peso do nosso Quico!

Sagres, a beleza dos mares que enfeita o rio Tejo para alegrar o Ventor, nas suas caminhadas

3 comentários

Comentar post

O Quico e o Ventor


luis.jpg

Luiz Franqueira e o Quico


O Ventor nos tempos das grandes caminhadas gélidas, a luta contra o frio, era a maior das prioridades



VergineTricherusa.jpg


A Virgem Maria caminha entre nós


800px-Notre_Damme_internal_windown_rose.jpg

Um vitral na Catedral de Notre Dame



Tombstone_Holy_Sepulchre_reliquary_Louvre_MR348.jp


A Sepultura Sagrada



1280px-Jerycho2.jpg


Um Monumento em Jericó


Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.